Estratégia x tática

Qual a diferença entre estratégia e tática?

Reading time: about 7 min

Estratégia X tática. Na conversa cotidiana, os termos são frequentemente usados como sinônimos para descrever como vencer em um jogo, em uma guerra ou nos negócios.

Mas quando você faz uma comparação mais de perto entre a estratégia e a tática, fica mais fácil entender as semelhanças e diferenças. Ambos são fundamentais para ajudar sua empresa a acompanhar melhor o progresso e alcançar o sucesso. 

Qual é a diferença entre tática e estratégia?

Uma maneira fácil e memorável de entender a diferença entre estratégia e tática é esta:

Uma empresa e seus funcionários devem pensar estrategicamente e depois agir taticamente.

Aqui estão algumas outras distinções entre estratégia e tática:

  • Estratégia: um plano para atingir uma meta é uma estratégia. Tática: as atitudes tomadas para atingir esse objetivo
  • Estratégia: difícil de mudar depois de posta em ação. Tática: fácil de ajustar dependendo das mudanças nas circunstâncias. 
  • A estratégia define a tática, e não o contrário.

Estratégia x tática: como elas estão relacionadas?

Apesar da diferença óbvia entre estratégia e tática, elas também são muito complementares entre si. A capacidade de uma organização de lançar uma estratégia bem-sucedida depende do uso da tática certa para alcançar essa estratégia. Por outro lado, sem a estratégia correta, uma empresa terá dificuldade em desenvolver uma tática que seja bem-sucedida ou executável. 

A estratégia é o que coloca uma empresa na direção certa. A tática define como chegar lá. Nessa relação, a tática não pode existir sem a estratégia. E uma estratégia não se realiza sem uma tática.

O que é estratégia?

Pense na estratégia como um método, uma abordagem ou uma série de movimentos para chegar a um resultado específico, a uma meta de longo prazo ou a um resultado desejado. O planejamento estratégico oferece uma base para orientar as principais decisões tomadas por indivíduos ou equipes em uma organização.

Independentemente do tipo de negócio ou setor, o planejamento estratégico opera em um nível bastante alto. Por causa disso, as estratégias acabam afetando quase todos os aspectos de um negócio, até mesmo áreas do negócio que podem, a princípio, parecer não relacionadas à estratégia original. 

Aqui estão cinco facetas principais da estratégia de negócios.

1. Vantagem competitiva

Quando seu planejamento estratégico revela maneiras de diferenciar melhor seu produto ou serviço entre seus rivais, sua empresa descobriu sua vantagem competitiva. Pode ser tão básico quanto oferecer aos clientes o menor preço possível ou simplesmente ser a única opção disponível em seu mercado.

Para manter uma vantagem competitiva viável, as empresas devem adaptar constantemente suas estratégias.

Quando novos concorrentes surgem ou os consumidores exploram outras alternativas, sua organização precisa fornecer mais benefícios ou serviço superior para justificar seu preço. Tente realizar uma análise SWOT para avaliar seus pontos fortes e fracos, suas oportunidades e suas ameaças em relação ao cenário competitivo.

Estratégia x tática
Exemplo de análise SWOT (clique na imagem para modificar on-line)

2. Alocação de recursos de alto nível

Onde sua organização deve focar a maior parte do tempo, da energia e dos recursos para garantir o melhor ROI? Quais tarefas ou atividades seus funcionários ou suas equipes devem priorizar durante a semana?

O planejamento estratégico ajuda as empresas a determinar a alocação de recursos de alto nível que funciona melhor.

A alocação de recursos de alto nível é o que permite que você aproveite ao máximo os recursos que estão à sua disposição. Então, quais são as estratégias que você pode usar para maximizar seus ativos e seu capital?

  • Determine o escopo do seu projeto: antes que qualquer recurso possa ser alocado, sua estratégia deve levar em consideração se o projeto é grande ou pequeno, ou quanto tempo leva para ser concluído.
  • Identifique os recursos disponíveis: o planejamento estratégico também ajudará a determinar quantos funcionários, quanto espaço e quais outros recursos estão disponíveis (ou são necessários) para prosseguir.
  • Sempre considere o quadro geral: nenhuma estratégia é perfeita. O planejamento estratégico também envolve uma consciência constante da mudança do estado dos recursos e das mudanças nas prioridades do projeto.
  • Elabore um plano de contingência: a dependência excessiva do capital humano e dos recursos pode descarrilar rapidamente qualquer projeto. Uma boa estratégia deve oferecer opções para cenários de “e se”.

Seu planejamento estratégico não apenas informa onde sua organização deve focar sua atenção, mas onde evitar o desperdício de tempo, recursos ou dinheiro. Estratégias sólidas oferecem um conjunto claro de opções. 

3. Visão e objetivos específicos a longo prazo

Uma estratégia que não está trabalhando em direção a uma visão ou objetivo específico nada mais é do que um desejo ou aspiração. Essa é outra diferença entre estratégia e tática.

Cada aspecto de uma estratégia integrada deve contribuir ativamente para a visão de longo prazo do seu negócio. E se algo não ajudar sua organização a alcançar os objetivos delineados em seu planejamento estratégico, não permita que isso tire tempo ou recursos de sua equipe.

É aqui também que a estratégia, não a tática, ajuda a comunicar melhor sua direção para a equipe. Ao incluir a previsão em seu planejamento estratégico, os objetivos ficam mais alinhados às estratégias. 

4. Mercados, públicos e produtos

Desenvolver um novo produto ou revelar um serviço nunca antes visto é apenas uma peça do quebra-cabeça. O planejamento tático pode mostrar à sua empresa como alcançar um público e vender a eles o com base no que você tem a oferecer. Mas é o planejamento estratégico que informa quem é e onde esse público está.

Essa parte da estratégia inclui pesquisas de mercado sobre tendências, concorrentes e hábitos de consumo. Também envolve os fatores internos e externos que afetam as decisões de compra e a segmentação de público.

Criar personas de usuários que examinem seus pontos problemáticos e o caminho tomado por esses usuários para uma decisão de compra também é importante. Tudo se combina para mostrar como a estratégia define quais mercados seguir, quais públicos persuadir e quais produtos promover.

Estratégia x tática
Exemplo de perfil de consumidor (clique na imagem para editar on-line)

5. Posicionamento da marca 

Como você vai diferenciar seus produtos e serviços em um mercado competitivo? Onde sua marca se classifica na consciência coletiva dos consumidores? É aqui que sua estratégia de posicionamento da marca desempenha seu papel, ajudando as pessoas a reconhecer, favorecer e se conectar rapidamente com sua empresa.

Dentro do manual de planejamento estratégico, o posicionamento da marca é apresentado como uma declaração. Ele inclui uma descrição do seu público-alvo e como você prefere que a marca seja percebida pelos clientes.

Uma estratégia de posicionamento de marca começa com pesquisa, não com tática. Pesquise quem são seus clientes, obtenha uma compreensão profunda das necessidades deles e reserve um tempo para pesquisar como seus concorrentes estão se posicionando e diferenciando as marcas deles da sua.

O planejamento estratégico da sua história da marca é crucial. É por meio da história da marca que os clientes saberão no que você acredita como empresa e quais pontos problemáticos seu produto ou serviço resolve. Essa estratégia aparece em tom de voz e mensagens usadas para materiais impressos, da internet, de redes sociais, dentre outros.

O que são as táticas?

As táticas são as atividades ou ações específicas tomadas por uma organização para cumprir seus objetivos estratégicos. Essas ações podem ser tomadas como uma ou uma série de tarefas. Ao comparar estratégia com tática, você descobrirá que as táticas são mais fundamentadas do que as estratégias com melhores práticas e planos específicos.

Algumas organizações podem se referir às táticas deles como iniciativas estratégicas. Impulsionada pelo propósito, uma tática é concluída dentro de um cronograma finito e envolve atividades a serem concluídas e impactos a serem medidos. Essas ações de curto prazo podem ajudar uma empresa a atingir seus objetivos estratégicos maiores.

Como medir a estratégia em relação à tática

Por si só, as medições de táticas não são uma indicação clara do sucesso (ou fracasso) da estratégia de uma organização. É a estratégia em si e seus objetivos que informam os KPIs ou os principais indicadores de desempenho de uma empresa. Medir os KPIs pode ajudar você a determinar o sucesso de suas estratégias.

As táticas podem ser medidas em termos de custo, pontualidade ou de quão bem elas se alinham às estratégias que deveriam cumprir. Ao avaliar a estratégia em relação à tática, lembre-se sempre de que elas trabalham juntas como um meio para uma organização realizar seus objetivos da maneira mais eficiente possível.

Estratégia x tática

Ofereça o que tem de melhor para a sua organização e tome uma atitude.

Comece a planejar

Ofereça o que tem de melhor para a sua organização e tome uma atitude.

Comece a planejar

Sign up to get the latest Lucidspark updates and tips delivered to your inbox once a month.

Subscribe to our newsletter

About Lucidspark

Lucidspark is a virtual whiteboard that helps you and your team collaborate to bring the best ideas to light. It comes packed with all of the sticky notes, freehand drawing tools, and infinite canvas space you need to capture that next big idea. And it’s built for collaboration. Think of it like a sandbox where your team can bounce ideas around and innovate together in real time.

Brought to you by the makers of Lucidchart, trusted by millions of users worldwide, including 99% of the Fortune 500.

PrivacyLegalCookies

© 2022 Lucid Software Inc.