Cultura de inovação

Como criar uma cultura de inovação

Tempo de leitura: cerca de 9 minutos

Como as empresas podem promover a geração de novas ideias de forma consistente?

Para líderes do setor de tecnologia como Apple, Alphabet, Microsoft e Samsung, a inovação em série não acontece apenas por acaso. Resulta de notar a necessidade de uma cultura de inovação aperfeiçoada para ser o primeiro a identificar tendências emergentes e oportunidades de negócios. Em seguida, basta desenvolver essas ideias em escala.

Com uma cultura de inovação em vigor, as empresas têm o que precisam para produzir serviços inovadores e aplicar aos produtos existentes as melhorias adicionais que os consumidores esperam.

A inovação cultural encontra o sucesso com a capitalização da criatividade de cada funcionário.

O que é uma cultura de inovação?

Como discutimos anteriormente, uma cultura de inovação pode ser descrita como um ambiente de trabalho onde o pensamento não convencional e a democratização de ideias são bem-vindos, incentivados e colocados em prática. Seja de um CEO ou de um estagiário, uma cultura de inovação espera a contribuição de todos.

Cada membro da equipe em uma organização inovadora é considerado capaz de dar sugestões de melhoria (e espera-se isso deles), oferecer críticas instantâneas e agir como defensor da mudança.

De preferência, uma cultura inovadora é composta por pessoas de diferentes origens e estilos de vida. Colocar funcionários de diferentes áreas e departamentos para trabalhar em equipe pode ser útil para desafiar o estado das coisas e romper com formas previsíveis de pensamento.

Como as empresas podem promover a geração de novas ideias?

Na teoria, aproveitar o poder da inovação cultural parece bastante fácil. Você pode simplesmente permitir que todos comecem a desenvolver conceitos um após o outro seguindo o fluxo de ideias.

Mas não é bem assim. Dar às pessoas a liberdade de inovar requer mais pensamento.

Por um lado, ajuda a fornecer as ferramentas certas à sua equipe. Uma organização inovadora geralmente faz uso de espaços de trabalho abertos para estimular a criatividade e promover a colaboração. Espaços amplos com acesso a quadros brancos, notas adesivas e marcadores incentivam a inovação e o pensamento diferenciado.

Quadros brancos virtuais, como o Lucidspark, permitem que os membros da equipe capturem pensamentos que podem ser compartilhados em tempo real por meio de sessões de brainstorming, que funcionam como estimuladores da iteração.

Você pode tentar usar um modelo de brainwriting com sua equipe para desenvolver as ideias uns dos outros. 

Cultura de inovação
Exemplo de brainwriting (Clique na imagem para editar online)

É claro que estabelecer essa cultura de inovação vai muito além do próprio ambiente de trabalho.

Uma organização inovadora deve prestar atenção à forma como suas reuniões de brainstorming são conduzidas. Os líderes devem incentivar os funcionários e as equipes a refletir sobre seus conceitos. Nestas fases iniciais, não importa se todas as ideias são boas ou não. O importante é esgotar todas as possibilidades.

Dicas para criar uma cultura de inovação 

Para que uma cultura de inovação se enraíze, uma organização precisa de metodologias comprovadas e abordagens estratégicas para inspirar seu pessoal a adotar determinada tecnologia, despertar curiosidade e paixão pelo conhecimento e aliviar as barreiras no processo criativo.

Ao aprender a criar uma cultura de inovação, algumas lições parecerão intuitivas. Outras serão menos óbvias. Mas, em qualquer caso, será útil aplicar os seguintes valores inovadores. 

Romper silos

Hierarquias rígidas tendem a diminuir a criatividade. Alguém da equipe pode se inspirar e buscar uma ideia fora de seu campo de especialização ou de sua função dentro da estrutura organizacional geral. Quando essa pessoa começa a sentir resistência ou falta de apoio da liderança, o caminho para a inovação é perdido.

Pessoas com uma mentalidade construtiva — aquelas que são rápidas em desenvolver novas habilidades, valorizam a busca do conhecimento onde quer que isso as leve e expressam iniciativa — devem ter liberdade para que a criatividade não seja sufocada.

Os silos não devem existir em uma cultura de inovação para que esses indivíduos tenham coragem para resolver problemas, tracem novos percursos e trabalhem em questões importantes. Ao contratar novos funcionários (ou identificar os existentes) que possuam experiências multifuncionais e demonstrem fortes habilidades interpessoais, uma organização inovadora está mais bem equipada para construir relacionamento, ganhar confiança e conquistar aliados.

Mudar de função, vestir diferentes camisas ou assumir uma variedade de responsabilidades é outro benefício de romper silos dentro de uma corporação. É também o que torna uma cultura de inovação tão resiliente.

Incentive os funcionários a fazer perguntas

Outro aspecto fundamental da criação de uma cultura de inovação é tornar o local de trabalho um lugar seguro para as perguntas. Ser curioso é algo que deve ser normalizado e recompensado dentro de uma organização inovadora. Além disso, todas as reuniões gerais devem incluir tempo para uma sessão de perguntas e respostas.

Outras maneiras de tornar um ambiente corporativo mais aberto e propício para perguntas são:

  • Oferecer sessões semanais ou mensais de perguntas e respostas organizadas por líderes da empresa
  • Declarar uma política de não repercussão para que os funcionários se sintam seguros ao fazer perguntas
  • Refrear julgamentos e pensar duas vezes antes de dar respostas rápidas a perguntas difíceis ou mais profundas
  • Fazer questão de sempre retomar ou atualizar perguntas de reuniões anteriores
  • Incentivar perguntas com competições ou recompensas

Quanto mais o questionamento estiver presente no ambiente de trabalho, mais cedo se tornará um hábito entre os funcionários. Para manter as sessões de perguntas e respostas informativas, produtivas e proativas, as perguntas que estão sendo feitas devem ter como objetivo alcançar um resultado desejado ou abordar uma preocupação genuína. 

Incentive todos os funcionários a dar voz a ideias

Em uma cultura inovadora, é certo que cada funcionário tem potencial para criatividade, e esse potencial pode ser desenvolvido ao longo do tempo com a quantidade certa de incentivo.

A capacidade de os membros da equipe expressarem suas ideias é algo valorizado em uma cultura de inovação, pois uma organização inovadora entende a natureza recíproca da relação de trabalho. Essa valorização vai além de o funcionário dedicar seu tempo ao trabalho ou de a empresa oferecer apenas o pagamento das horas trabalhadas. As pessoas querem se sentir valorizadas e apoiadas por seus empregadores e livres para expressar opiniões ou ideias.

Quem melhor para identificar processos desatualizados ou áreas que precisam de melhorias do que os funcionários na linha de frente? As pessoas em uma organização inovadora se sentem capacitadas para expressar suas ideias e fazer mudanças básicas para ajudar a melhorar a qualidade, a produtividade ou talvez a própria satisfação que sentem com o trabalho.

A razão pela qual os funcionários hesitam em falar e compartilhar seus pensamentos não é o medo, mas sim a falta de confiança de que a gerência ouvirá e tomará as medidas necessárias para a mudança.

Por essa lógica, não coloque as ideias que os funcionários compartilham na gaveta. Sempre que possível, mantenha seu pessoal informado. Se a ideia resultar em uma inovação, dê crédito a quem ofereceu a sugestão. 

Mantenha a comunicação aberta

Até agora, seu pessoal está rompendo silos, fazendo perguntas e se sentindo à vontade para expressar ideias. Mas, se você está realmente planejando manter todos alinhados enquanto constrói sua cultura de inovação, as linhas de comunicação devem estar sempre abertas.

A comunicação aberta requer sistemas que promovam a colaboração e a troca constante de ideias. Isso pode significar reuniões diárias, reuniões semanais, grupos de e-mail ou um canal do Slack que permite que todos contribuam com a conversa.

Afinal, a inovação não acontece no vácuo. E uma organização inovadora prosperará se seus funcionários derem continuidade à conversa e não reterem as informações.

Manter a comunicação aberta não é algo que a tecnologia pode resolver sozinha. No final das contas, tudo se resume a relações de trabalho fortes e gratificantes. A segurança psicológica resultante e a confiança entre os membros da equipe que gostam de trabalhar juntos é fundamental para uma cultura de inovação.

Defina objetivos

Dentro de uma cultura de inovação, há uma verdade paradoxal em como os objetivos dos funcionários são definidos. Por um lado, cada meta deve ser clara o suficiente para manter os membros da equipe alinhados. Por outro, o processo deve ser solto o suficiente para que os membros da equipe exerçam autonomia na forma como uma meta é alcançada.

É na autonomia de definir (e alcançar) os objetivos que a inovação acontece rotineiramente.

Para ajudar os funcionários a definir seus objetivos, espera-se que os líderes deixem as metas gerais da organização bem claras. Seja reduzindo os custos de um produto existente ou coordenando o lançamento de um novo serviço, cada funcionário deve saber como seus esforços contribuem para atingir a meta.

Recompense o sucesso e o fracasso

Passe tempo suficiente em qualquer organização inovadora e verá que uma coisa é certa: nem toda ideia dá certo. No entanto, uma cultura de inovação reconhece o valor inerente a cada falha.

Se você quiser que sua equipe adote a mentalidade da cultura da inovação, demonstre a importância que cada contribuição representa para o esforço do grupo, mesmo que as coisas não funcionem conforme planejado. Uma cultura de inovação é um sistema criado para apoiar os objetivos da empresa e também do pessoal.

Seja consistente em recompensar e reconhecer comportamentos inovadores, incluindo esforços que envolvem riscos por parte dos membros da equipe em que os resultados não são necessariamente positivos, eficazes ou lucrativos. Ao escolher apenas recompensar o sucesso, a mensagem que todos recebem é que é melhor ficar na zona de conforto e não quebrar barreiras.

Em caso de fracasso, destaque todo o trabalho nos bastidores e as lições valiosas aprendidas pela equipe. Recompensar o fracasso é incentivar e motivar os funcionários a tentar algo novo sem medo de serem punidos por tentar. Com a remoção do estigma do fracasso surgem as ideias ousadas.

Aos olhos de uma organização inovadora, o fracasso é apenas um passo dado em direção ao próximo avanço. Dessa forma, recompensar o fracasso deve ser visto como um investimento rumo ao sucesso futuro  

Para concluir

Saber como criar uma cultura de inovação é apenas o começo. O mais importante é aplicar esse conhecimento e permitir que sua empresa se redefina como uma organização inovadora.

Cultura de inovação

O Lucidspark pode ajudar a aprimorar a forma como você colabora em sua cultura inovadora.  

Saiba mais

O Lucidspark pode ajudar a aprimorar a forma como você colabora em sua cultura inovadora.

Saiba mais

Bastante acessado

Zoom’s Lucidspark Zoom App integrationColaboração aprimorada do Lucidspark com o Zoom

Sobre o Lucidspark

O Lucidspark é um quadro branco virtual que ajuda você e sua equipe a colaborar e colocar em prática as suas melhores ideias. Ele vem com todas as notas adesivas, ferramentas de desenho à mão livre e espaço infinito na tela de desenho de que você precisa para registrar e desenvolver ideias. E ele foi criado especificamente para a colaboração. É um espaço de trabalho onde sua equipe pode discutir ideias e inovar junta em tempo real.

Produzido pelos criadores do Lucidchart, a plataforma utilizada por milhões de usuários em todo o mundo, incluindo 99% das empresas da Fortune 500.

Iniciar

  • Preços
  • Individual
  • Equipe
  • Empresa
  • Falar com o dep. de Vendas
PrivacidadeJurídicoCookies

© 2022 Lucid Software Inc.