PINGDOM_CANARY_STRING
modelo de negócio

Como escolher o modelo de negócio mais adequado

Tempo de leitura: cerca de 7 minutos

Só porque sua família adora os sanduíches que você faz em casa não significa que você deveria abrir uma lanchonete. Há muitos fatores para considerar antes de decidir ser um grande empreendedor. Existe uma necessidade ou demanda do seu produto? O mercado já está saturado com produtos semelhantes? Você sabe administrar uma empresa?

Todos os anos, milhões de novas empresas são abertas nos Estados Unidos. Muitas dessas empresas acabam fechando. De acordo com um estudo, a taxa de fechamento é relativamente consistente em todos os setores:

  • 20% fecham no primeiro ano 
  • 30% fecham no segundo ano
  • 50% fecham no quinto ano
  • 70% fecham no décimo ano

Há muitos motivos pelos quais as empresas fracassam, como inadequação no mercado, falta de conhecimento de marketing, problemas financeiros, falta de um plano bem definido e falta de visão sobre como ganhar dinheiro.

Escolher o modelo de negócios mais adequado para o seu produto ou serviço ajuda você a descobrir como vai ganhar dinheiro, atender uma necessidade e agregar valor para seus clientes.

O que é um modelo de negócios?

Um modelo de negócios é um plano que descreve como sua empresa ganhará dinheiro. Mas não basta simplesmente dizer quanto você cobrará pelo seu produto.

Seu plano de negócios precisa responder às seguintes perguntas:

  • Quem é seu público-alvo?
  • O que você vai vender para seus clientes?
  • Como vai gerar interesse em seus produtos e marcas?
  • Como você continuará agregando valor para manter o interesse do cliente?
  • Quanto vai custar para entregar seus produtos?

As respostas a essas perguntas determinarão qual modelo você usará para criar e agregar valor para os seus clientes, e ao mesmo tempo gerar valor para a sua empresa. Um bom modelo de negócios pode ajudar empresas novas a atrair investidores, recrutar funcionários talentosos e motivar funcionários e gerentes existentes.

No entanto, modelos de negócios não são apenas para novas empresas. Empresas estabelecidas usam modelos de negócios para acompanhar ou antecipar as mudanças constantes das tendências de marketing.

Tipos de modelos de negócios 

Existem diferentes tipos de modelos de negócios que podem ser usados para atender a uma variedade de empresas. Ou seja, você não precisa criar seu próprio modelo do zero. Já existe um modelo pronto para você. Escolha o que mais corresponde à sua empresa e ajuste-o de acordo com as suas necessidades.

Franquias 

Nesse modelo, uma empresa existente lhe dá acesso ao seu modelo de negócios existente, incluindo os processos, produtos, marcas registradas e marcas que ajudaram a empresa a obter sucesso. Normalmente, você precisará pagar uma taxa para dar início à sua franquia e, em seguida, pagar royalties (uma taxa pelo direito de utilização da marca) regularmente para continuar lucrando com o nome e os produtos da franquia.

Exemplos: restaurantes como o McDonald's, lojas de perfumaria e cosméticos como O Boticário e uma variedade de lojas de varejo.

Manufatura

Fabricantes criam produtos internamente a partir de matérias-primas. Eles vendem seus produtos diretamente para clientes ou outras empresas que então revendem para clientes. Empresas que vendem seus produtos no atacado para outras empresas usam o modelo de negócio de fabricação.

Exemplos: Ford Motor Company, padarias e fabricantes de móveis.

Crowdsourcing

A palavra “crowdsourcing” é uma mistura de “crowd” (multidão/público) e “outsourcing” (terceirização). Nesse modelo, os indivíduos ou organizações contratam a ajuda de participantes externos para obter ideias e realizar microtarefas, votações, resolução de problemas e finanças. O crowdsourcing geralmente depende de sites para atrair visitantes que podem dividir o trabalho, enviar ideias e solucionar problemas para obter um resultado. 

Para que o crowdsourcing funcione, a organização precisa fazer com que as recompensas sejam interessantes o suficiente para atrair a atenção do público.

Exemplo: o LEGO Group tem um site chamado LEGO Ideas. O site incentiva os usuários a enviarem ideias e designs de produtos a serem vendidos comercialmente pelo LEGO Group. Os designers dos produtos escolhidos recebem 1% dos rendimentos das vendas. 

Crowdfunding

Os indivíduos ou organizações pedem para consumidores financiarem projetos. É diferente do crowdsourcing porque não é um pedido para contribuir com ideias, votos ou soluções de problemas. Em vez disso, indivíduos ou organizações pedem <x> em doações em troca de <y>.

Por exemplo, The Aquabats, uma banda de rock de Orange County, lançou uma campanha no Kickstarter pedindo doações para que pudessem gravar um novo disco. Em troca das doações, os fãs receberam o álbum antes de seu lançamento oficial para o público. E os contribuidores especiais puderam assistir a um show exclusivo ao vivo.

Exemplos: Vakinha, GoFundMe e Kickstarter. 

Assinatura

As empresas usam um modelo de assinatura para cobrar uma taxa recorrente de seus clientes. É um bom modelo porque a empresa consegue prever a quantidade de receita que terá no final do mês, trimestre e ano. As empresas tentam oferecer algo de valor para incentivar o assinante a continuar pagando por seus produtos e serviços.

As empresas que fornecem software como serviço (SaaS) podem licenciar e oferecer seu software em forma de assinatura. O software é licenciado por assinatura e hospedado de maneira centralizada.

Exemplos: jornais, revistas e Netflix. Exemplos de SaaS incluem Lucidchart, Adobe Creative Cloud e Microsoft Office 365.

Publicidade

Esse modelo é usado por empresas que ganham dinheiro vendendo espaço ou tempo para anúncios. Empresas mediáticas usam o modelo de negócios de publicidade para oferecer conteúdo aos consumidores de forma gratuita.

Exemplos: redes de TV abertas oferecem uma programação gratuita para os espectadores. As empresas compram espaços de tempo para anunciar seus produtos durante os intervalos da programação da TV. Exemplos de publicidade on-line incluem o YouTube e as versões digitais de jornais e revistas. Anúncios on-line são mais interativos para o usuário e podem resultar em vendas imediatas por meio de cliques. 

Marketing de afiliados

As empresas ou indivíduos que usam esse modelo podem ganhar dinheiro com base em comissões ao apontar seus visitantes on-line para os produtos ou serviços de um parceiro. Links no site do afiliado incentivam o visitante a comprar esses produtos, e o indivíduo ou empresa recebe uma comissão para cada venda indicada. 

Exemplos: sites de avaliação de produtos de consumo, como produtos no TopTenReviews.com, listam os prós e contras do item e fornecem links para o visitante comprar o produto de sua preferência.

Comerciante / Loja física

Este é o modelo usado pela maioria das empresas antes da popularização da internet nos anos 90. Varejistas, atacadistas e fabricantes vendem seus produtos a partir de uma loja física que possuem ou alugam. As transações são concluídas com clientes presenciais.

Exemplos: shoppings, mercearias e restaurantes.

Freemium

Com o modelo de negócios freemium, as empresas oferecem funções e recursos básicos de seus produtos gratuitamente. Se o cliente quiser recursos mais avançados, geralmente há diferentes faixas de preço que disponibilizam recursos específicos que o cliente quer ou precisa.

O modelo freemium não é como oferecer uma avaliação limitada que expira depois de um determinado período de tempo. As funcionalidades básicas do produto permanecem gratuitas independentemente de quanto tempo você o usa.

Exemplos: o modelo freemium é muito usado na internet e com diversos aplicativos de software. Spotify e Soundcloud são serviços de streaming de música. Ambos oferecem streaming de música gratuito e com anúncios, e streaming premium baseado em assinatura e sem anúncios.

Essa não é necessariamente uma lista completa dos modelos de negócios usados atualmente, mas ela oferece uma boa perspectiva do que você pode fazer para determinar como sua empresa vai oferecer e receber valor. 

Esses modelos úteis e comprovados ajudam você a entender o que terá que fazer. Bastam alguns ajustes e melhorias para você poder colocar o modelo em prática da melhor maneira possível.

illustration of people working together

O próximo passo é aprender a criar sua próprio plano de modelo de negócios.

Saiba mais

Veja como criar seu próprio plano de modelo de negócios.

Saiba mais

Bastante acessado

Zoom’s Lucidspark Zoom App integration

Enriched collaboration with Lucidspark and Zoom

Sobre Lucidspark

O Lucidspark é um quadro branco virtual que ajuda você e sua equipe a colaborar e colocar em prática as suas melhores ideias. Ele vem com todas as notas adesivas, ferramentas de desenho à mão livre e espaço infinito na tela de desenho de que você precisa para registrar e desenvolver ideias. E ele foi criado especificamente para a colaboração. É um espaço de trabalho onde sua equipe pode discutir ideias e inovar junta em tempo real.

Trazido a você pelos criadores da Lucidchart, com a confiança de 25 milhões de usuários em todo o mundo, incluindo 99% da Fortune 500.

Português
EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañolNederlandsPусскийItaliano
PrivacidadeJurídico
© 2021 Lucid Software Inc.