reuniões virtuais

3 passos para decifrar os participantes numa reunião virtual

Reading time: about 6 min

Uma das maravilhas do ser humano é saber perceber os estados emocionais e mentais uns dos outros com base em indicadores físicos. Fazemos isso sem nem perceber o que está acontecendo. Imagine-se fisicamente presente em uma reunião; alguém diz que hoje é o aniversário de um colega de trabalho: de repente, o clima muda e, mesmo que ninguém diga nada, todos ficam um pouco mais feliz. Essa capacidade de interpretar uma situação - no caso, perceber os sentimentos das pessoas - é inestimável. No entanto, fazer essa leitura é muito mais difícil quando você não está fisicamente presente e não entende a linguagem corporal e os traquejos sociais das pessoas. 

Com as empresas adotando um modelo de trabalho híbrido, fica cada vez mais importante perceber e decifrar os sentimentos das pessoas em uma sala virtual. Para combater o cansaço provocado por reuniões no Zoom, o facilitador precisa estar atento em como os participantes agem para, assim, realizar uma reunião mais produtiva, em que todos sintam que podem colaborar e fazer parte da visão da equipe.

Por isso, ensinaremos você a perceber as necessidades dos membros da sua equipe, a melhorar a relação com os participantes da reunião e a conduzir bem uma reunião - mesmo com participantes remotos.

Um bom começo

Para estabelecer confiança e um espaço apropriado para a colaboração e criatividade, é importante que a reunião tenha uma boa base. Veja dois passos rápidos para ter um bom início:

  1. Entre em contato com você mesmo — faça um rápido exercício de respiração ou uma meditação. Feche os olhos e inspire e expire fundo quatro vezes. Foque as energias, sinta-se presente e concentre-se no espaço ao redor e nos seus sentidos imediatos.
  2. Estabeleça um vínculo com as pessoas — você deve ter percebido que os colegas de trabalho estão ansiosos para conversar, pois devem sentir falta das tradicionais interações sociais. Dedique um tempo para criar laços! Você pode:
    • Fazer uma pergunta introspectiva
      • Você prefere ser um vampiro ou um lobisomem? Por quê?
      • Você prefere "Guerra nas Estrelas" ou "Jornada nas Estrelas"?
      • A qual casa de Hogwarts você pertence? (Se os membros de sua equipe não souberem a qual casa pertencem, saiba que é completamente inaceitável e deve ser corrigido imediatamente com um chapéu seletor virtual.)
      • Se você tivesse dez mil reais para gastar em uma viagem neste fim de semana, para onde iria? E por quê?
      • Qual personagem do Chaves você gostaria de ser?
    • Faça brincadeiras
    • Faça enquetes ao vivo
      • Pergunte como está o tempo nas cidades onde as pessoas estão.
      • Peça para todos descreverem, em uma única palavra ou gif, o estado de espírito de cada um no momento.

Além de deixar todos os membros da equipe mais à vontade, essas perguntas também mostram o estado emocional dos participantes. Se um membro estiver no Sul do Brasil, por exemplo, e uma frente fria muito forte está para chegar, essa pessoa talvez esteja um pouco apreensiva. É uma informação importante para você saber.

Dê início aos trabalhos

Após iniciar a reunião e os membros da equipe se sentirem mais entrosados, é hora de começar os trabalhos. 

Há dois tipos de reuniões: são as atualizações de status e as sessões colaborativas para solucionar problemas. Na reunião de atualizações, a equipe compartilha o status das tarefas (algo como reuniões Scrum). Os outros tipos de reuniões focam na solução de problemas. Normalmente, as pessoas se encontram para entender, inovar, colaborar e tomar decisões.

Na reunião de resolução de problemas, recomendamos incentivar o “pensamento divergente”. Nesta parte da reunião, você deve:

  • Organizar uma conversa aberta e franca
  • Juntar pontos de vista heterogêneos
  • Não julgar
  • Gerar alternativas às ideias propostas

É importante documentar ativamente essa parte da reunião. Use o Lucidspark para monitorar as ideias sem interromper o andamento da reunião. 

reuniões virtuais
Modelo de anotações de reunião (clique na imagem para modificar online)

Em seguida, você já pode preparar a próxima parte da reunião, de “pensamento convergente”, na qual você deve:

  • Avaliar as alternativas
  • Resumir os pontos-chave
  • Classificar as ideias por categorias
  • Julgar

Há também diversas maneiras de estimular ideias se a reunião desandar, algo que você perceberá se estiver atento e sentindo desconforto, tédio ou fadiga nas pessoas. Você pode usar murais simultâneos para dividir a equipe em grupos menores; ou usar um temporizador para colocar um pouco de pressão sobre a equipe e dar continuidade (técnica útil para estimular ideias). Se a equipe não chegar à unanimidade sobre uma ideia, recomendamos fazer uma votação. 

Nem tudo sairá como planejado e talvez a reunião acabe sem uma solução concreta. No entanto, você verá que os problemas serão mais fácies de resolver se as pessoas estiverem entrosadas. Usar a inteligência e a criatividade coletiva para gerar ideias pode gerar muito impacto.

Para descobrir se a equipe está com dificuldade, preste atenção em quem não está contribuindo, a forma como todos estão interagindo e a linguagem corporal das pessoas. Se precisarem de ajuda, pergunte do que precisam para gerar ideias ou solucionar problemas. Adotar uma postura clara e franca pode ser ótimo para lidar com eventuais desconfortos.

Encerrar a reunião juntos 

Uma ótima reunião que termina de forma negativa pode estragar tudo. Para fechar da melhor forma possível, comece a encerrar cinco minutos antes do fim do horário marcado. Veja algumas dicas:

  • Resolva as perguntas finais — atenda as dúvidas de todos. Se não souber responder algo, crie um item de ação.
  • Seja claro sobre os próximos passos em relação ao tema discutido na reunião — as melhores intenções não significam nada se não tiver tarefas bem definidas. Ao usar o Lucidspark, é fácil transformar sugestões em itens de ação. 
  • Encerre a reunião — não basta dizer “Obrigado!”. A equipe estabeleceu um vínculo que os participantes usaram para interagir; portanto, é importante honrar isso. Peça para a equipe falar uma única palavra para descrever algo pelo qual eles sentem gratos a respeito da reunião ou pelo dia que passaram.

É fato: o trabalho híbrido veio para ficar. Você e sua equipe terão muitos benefícios ao desenvolver a inteligência emocional para decifrar as pessoas nas reuniões, mesmo virtuais. Isso diferencia um bom condutor de reuniões. Ele não se preocupa em delegar, mas em orientar a equipe por meio de processos construtivos. Essa é a melhor forma de incentivar os membros da equipe a colaborar e a pensar criativamente para solucionar problemas, e é preciso criar um ambiente apropriado para gerar bons resultados. 

Interpretar o ânimo dos participantes da reunião humaniza as reuniões, algo essencial para agregar valor à empresa. Afinal, nenhum robô faz brainstorming ou cria. Sem um espaço para a equipe explorar a humanidade que ela tem, não é possível estabelecer os elos necessários e tão importantes para solucionar problemas e desenvolver ideias. 

Lembre-se: não importa o que aconteça durante a reunião, se você começar e terminar bem, tudo correrá com muito mais tranquilidade. Pode parecer muito mais esforço focar as energias para incentivar um vínculo com os outros em vez de apenas iniciar e conduzir reuniões como sempre, mas esses minutos de calma são realmente valiosos. 

reuniões virtuais

Assista ao nosso webinário com os treinadores do Ágil, Simon Macpherson e Emilia Breton, e veja dicas sobre como "decifrar" os participantes de uma reunião. 

Acessar

Assista ao nosso webinário com os treinadores do Ágil, Simon Macpherson e Emilia Breton, e veja dicas sobre como "decifrar" os participantes de uma reunião.

Acessar

Sign up to get the latest Lucidspark updates and tips delivered to your inbox once a month.

Subscribe to our newsletter

About Lucidspark

Lucidspark is a virtual whiteboard that helps you and your team collaborate to bring the best ideas to light. It comes packed with all of the sticky notes, freehand drawing tools, and infinite canvas space you need to capture that next big idea. And it’s built for collaboration. Think of it like a sandbox where your team can bounce ideas around and innovate together in real time.

Brought to you by the makers of Lucidchart, trusted by millions of users worldwide, including 99% of the Fortune 500.

PrivacyLegalCookies

© 2022 Lucid Software Inc.