PINGDOM_CANARY_STRING
foco e plano estratégico

Como fazer uma área de foco estratégico

Tempo de leitura: cerca de 6 minutos

Pense nas montadoras de automóveis que você conhece. Agora, pense em como cada uma delas se diferencia das outras. Elas são especializadas em carros de luxo? São para quem gosta de aventuras fora de estrada? São voltadas para as famílias? 

Todas as montadoras gastaram recursos significativos para desenvolver a marca e decidir exatamente como se apresentarem ao mundo. Nenhuma tenta ser tudo para todos.

Essa é uma ótima lição para sua empresa. Quase todas as equipes, departamentos e organizações devem criar estratégias tendo áreas de foco em mente — ou seja, não se deve tentar fazer tudo de uma vez.

O objetivo do plano estratégico é avaliar onde sua empresa está no momento e decidir como crescer e melhorar. Mostraremos como fazer um foco estratégico para que toda a sua empresa fique alinhada enquanto avança no cumprimento da missão.

Estrutura do plano estratégico

As áreas de foco estratégico fazem parte de um plano estratégico, essencial a qualquer empresa. Afinal, sem um plano, sua empresa está fadada ao fracasso. Não há como medir o sucesso dela nem ter ideia de quais são os objetivos, tampouco fazer sua equipe seguir um objetivo comum.

A boa notícia é que você não precisa elaborar um plano estratégico sozinho. Aliás, um plano estratégico requer bastante colaboração para ter efeito. 

Para criar um plano estratégico, sua equipe deve definir sete áreas:

1. Missão - é o que a empresa pretende fazer. Se você vende bicicletas, a missão pode ser vender bicicletas de baixo custo para os bairros. Se você vende perfume, a missão pode ser deixar as pessoas mais perfumadas. 

2. Visão - é o objetivo final da empresa. Se você tem uma loja de bicicletas, a visão final pode ser tornar-se a loja de bicicletas mais respeitada do mundo. Essa visão deve ser grandiosa, mas nem tanto.

3. Valores - como a empresa vai agir em busca da visão dela? São esses os valores que ela terá, e podem envolver um atendimento de qualidade ao cliente ou uma honestidade ímpar. 

4. Áreas de foco - é aqui onde as áreas de foco entram. Cada um dos valores deve ter algumas áreas de foco mensuráveis para assegurar os valores. Digamos que um dos valores da loja de bicicletas seja o incrível atendimento ao cliente. As áreas de foco podem ser:

  • Manutenção grátis
  • Equipe experiente
  • Capaz de personalizar qualquer bicicleta

5. Objetivos - definem como você realizará as áreas de foco. Eles devem ter um prazo e ser concretos. Ao oferecer manutenção grátis ao vender uma bicicleta, o objetivo pode ser “abrir uma oficina de bicicletas interna até junho do ano que vem”.

6. Projetos - detalham como os objetivos serão atingidos. Como você montará uma oficina de bicicletas na loja? Você pode pensar em algo como “contratar uma equipe de mecânicos até dezembro” ou “consultar uma empresa de construção e começar as obras da oficina em agosto”. 

7. Indicadores-chave de desempenho - se você não tem como medir se está falhando, como sabe que está tendo sucesso? Os KPIs são medições específicas e quantificáveis visando a um determinado objetivo. Os KPIs para a loja de bicicletas podem incluir a quantidade de bicicletas novas vendidas ou um certo número de novos clientes. 

Como identificar uma área de foco estratégico

Essas principais áreas de foco são essenciais ao plano estratégico. Veja como identificá-las:

Defina a missão da sua estratégia  

O que você pretende realizar? Como seria esse sucesso? Esse é o primeiro passo antes identificar as áreas de foco estratégico.

Conheça seus recursos  

As áreas de foco estratégico dependem muito dos recursos. Afinal, vamos encarar: mesmo que a sua missão seja nobre, sem recursos, não tem como você se tornar a melhor marca de calçados do mundo. Como parte do plano, identifique a quantidade de recursos que você tem que dedicar ao seguinte:

  • Hora
  • Pessoas
  • Dinheiro
  • Produto

Colabore  

Seria injusto delegar a identificação das áreas de foco estratégico a apenas uma pessoa, além de ser um trabalho impossível. Além disso, cada equipe terá áreas de foco estratégicas apropriadas. Você não espera, por exemplo, que os caixas auxiliem na oficina mecânica.

É fácil usar o Lucidspark nesta etapa. Para começar, faça uma sessão de brainstorming com o grupo; pode ser presencial ou remota. Depois, crie um espaço para cada um dos valores. Deixe a equipe dar ideias de como cumprir cada valor, e adicione-as ao mural. 

Se você não tem tempo ou quer pressionar um pouco para fazer a bola rolar, considere criar um temporizador no Lucidspark. Quando o grupo tiver contribuído com ideias para o mural, tire um tempo para discutir cada uma delas. Risque todas as ideias não alinhadas com seus valores, e elimine as específicas demais ou genéricas demais ao escopo.

brainstorming em grupo

Determine as principais áreas estratégicas  

É provável que a equipe tenha dado ótimas áreas de foco durante a atividade acima. Porém, há algumas restrições. 

Volte aos recursos e determine quantas e quais áreas de foco estratégico são possíveis de realizar. A maioria das empresas é capaz de trabalhar com até seis áreas de foco estratégico. 

Uma ótima forma de saber se as áreas de foco estão corretas é se perguntar se a realização delas complementa ou concretiza a declaração da sua visão. Se não for o caso, as áreas de foco podem precisar ser reformuladas.

Delegação de tarefas e prestação de contas - quem é responsável pelo quê? No quadro do Lucidspark, identifique quais equipes são responsáveis por quais áreas de foco. Essa ação é útil na hora de prestar contas. Após o brainstorming, você pode enviar um link para o mural do Lucidspark caso a equipe se esqueça de alguns detalhes. 

Decida como medir o desempenho - mesmo as áreas de foco estratégico mais inspiradoras não valem nada se não for possível medi-las. É aqui que os KPIs entram. 

Determine como você medirá o sucesso ou o impacto das áreas de foco. A equipe também deve contribuir nesta etapa do plano estratégico, para desenvolverem KPIs com os quais todos se sintam confortáveis e que sejam apropriados a cada área de foco.

Alinhe a equipe em torno das áreas de foco - ao finalizar suas áreas de foco, dê um passo atrás e examine-as. Pergunte à equipe se ela se sente bem com as áreas de foco estabelecidas. Os membros estão motivados a trabalhar nelas? A equipe deve se sentir dona das áreas de foco - esse é um dos principais benefícios de incluí-las no processo de planejamento. 

As áreas de foco estratégico são parte importante de um plano estratégico. Ao criar essas áreas de foco, sua equipe pode criar um elo entre objetivos aparentemente obtusos e o impacto do trabalho diário. E, ao participar da criação das áreas de foco estratégico, sua equipe também sente que está causando impacto que resultará na realização de uma visão muito maior.

Pronto para você mesmo fazer? Realize hoje mesmo uma sessão de planejamento estratégico no Lucidspark.

Comece hoje mesmo um planejamento estratégico no Lucidspark

Comece hoje mesmo um planejamento estratégico no Lucidspark

Confira

Bastante acessado

Zoom’s Lucidspark Zoom App integration

Colaboração aprimorada do Lucidspark com o Zoom

Sobre o Lucidspark

O Lucidspark é um quadro branco virtual que ajuda você e sua equipe a colaborar e colocar em prática as suas melhores ideias. Ele vem com todas as notas adesivas, ferramentas de desenho à mão livre e espaço infinito na tela de desenho de que você precisa para registrar e desenvolver ideias. E ele foi criado especificamente para a colaboração. É um espaço de trabalho onde sua equipe pode discutir ideias e inovar junta em tempo real.

Produzido pelos criadores do Lucidchart, a plataforma utilizada por milhões de usuários em todo o mundo, incluindo 99% das empresas da Fortune 500.

Iniciar

  • Preços
  • Individual
  • Equipe
  • Empresa
  • Falar com o dep. de Vendas
Português
EnglishFrançaisDeutsch日本語PortuguêsEspañolNederlandsPусскийItaliano
PrivacidadeJurídico
© 2022 Lucid Software Inc.